Tendências básicas que nortearão a política internacional em 2014

Um alívio progressivo nas relações entre a República Islâmica do Irã e os Estados Unidos da América no Oriente Médio que terá como resultado tributário: aplacar Israel e sua agressividade, derrotar a al-Qaida e demais tendências da rebelião na Síria; tempo para a Arábia Saudita pensar em suas intervenções hegemônicas em: Iraque, Síria, Líbano, Iêmen, Sudão, Egito etc.

Aumento da participação política de partidos nacionalistas e extremistas na Europa a exemplo do que ocorre em países da comunidade da Federação Russa e nos Bálcãs.

Posicionamento econômico da Alemanha com relação a seus parceiros da União Europeia, sobretudo França e Reino Unido, barganha com a Rússia sobre a posição de mando na Europa Central e Oriental e acerto na política comum de energia russo-alemã.

Aumento da política de força da China perante todo o mundo, em todos os setores.

Distúrbios domésticos e tensão econômica na Índia e Turquia.

Continuação do afastamento da América Latina com relação aos Estados Unidos gerada pela própria política estadunidense regional que vem ampliando a influência de regimes nacionalistas e regionalistas de esquerda.

Quanto ao nosso Brasil: não cairá em crise econômica, a Copa do Mundo de futebol será realizada, Dilma Rousseff será reeleita e o rio Acre continuará desaguando no Purus, este no Solimões e este, com o Negro, formarão o caudaloso Amazonas, um processo que é a imagem de nosso país.

N.B.: Aguardam-se críticas, adições ou restrições.

Feliz 2014, com muitas realizações que favoreçam a Paz e uma vida melhor!

José FARHAT, 86 anos, é cientista político.

São Paulo, 31/12/2013.

Anúncios

Sobre José FARHAT

Formado em Ciências Políticas (USJ-Beirute) e Propaganda e Marketing (ESPM-São Paulo), tem cursos de extensão ou pós-graduação em: Comércio Exterior (FGV-São Paulo), Introdução à Teoria Política (PUC-São Paulo), Direito Internacional (PUC-SP) e cursou Filosofia no Collège Patriarcal Grec-Catholique (CPGC-Beirute). Domina os idiomas: Árabe, Francês, Inglês e Português e tem artigos publicados sobre Política Internacional, no Brasil e no Líbano. É ex-Diretor Executivo e atual Conselheiro do Conselho Superior de Administração da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira; foi Superintendente de Relações Internacionais da Federação do Comércio do Estado de São Paulo e é seu atual membro do Conselho de Comércio Exterior e atual Diretor do Centro do Comércio do Estado de São Paulo. É ex-Presidente e atual Diretor de Relações Internacionais do Instituto da Cultura Árabe.
Esse post foi publicado em Perspectivas para o próximo ano. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s